Excursão para troca de experiências sobre o uso do Timbeter na Costa Rica | Timbeter
Empresa

Excursão para troca de experiências sobre o uso do Timbeter na Costa Rica

Excursão para troca de experiências sobre o uso do Timbeter na Costa Rica

A troca de experiências sobre como o uso da Inteligência Artificial pode contribuir para o manejo sustentável e responsável nas operações florestais foi o principal objetivo de uma excursão organizada pelo projeto “Implementando a tecnologia Timbeter para o manejo florestal eficiente na Costa Rica”.

A atividade foi organizada pelo Ministério do Meio Ambiente e Energia da Costa Rica (MINAE), Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SINAC), Escritório Florestal Nacional (ONF) e Timbeter, e aconteceu com o apoio da empresa Bosques Selectos LWO SA, participante do projeto.

A excursão foi organizada pela Bosques Selectos LWO S.A., uma empresa florestal sustentável e socialmente responsável, que abastece o mercado local e internacional com espécies de madeira como Gmelina e Teca, entre outras.

Representantes da empresa explicaram aos participantes como utilizam o Timbeter para medição de toras em campo, caminhões, serraria e contêineres; como utilizam os dados digitais para controlar os volumes de madeira ao longo da cadeia produtiva; como documentam a cadeia de custódia da madeira com as imagens; prevenção de acidentes de trabalho; e como a tecnologia traz eficiência às operações.

Representantes de instituições acadêmicas, organizações florestais, empresas e profissionais florestais independentes tiveram a oportunidade de participar de atividades práticas com diferentes funcionalidades da tecnologia, entre elas, a medição com a fórmula Pulgada Maderera Tica, uma fórmula local, bem como a fórmula Hoppus, entre outras atividades.

“Percebemos um grande entusiasmo no uso da tecnologia durante a atividade e como ela pode apoiar o trabalho diário diretamente”, disse Rafael Monge, Diretor do Centro Nacional Costarriquenho de Informação Geoambiental (CENIGA em Espanhol).  

Sebastian Ugalde, Gerente de Silvicultura, Indústria e Comércio do ONF, que facilitou as atividades de prática de campo, juntamente com representantes da Bosques Selectos LWO S.A., disse que com esta e as futuras atividades do projeto “espera-se que o setor florestal da Costa Rica aproveite novas tecnologias que tragam benefícios para a gestão eficiente e sustentável do setor, trazendo transparência tanto para compradores quanto para produtores e demais partes interessadas da cadeia produtiva da madeira ”.

Share
LinkedInFacebookTwitterPinterest

Posts relacionados

Empresa, Notícias

Timbeter e o governo...

A inovadora startup florestal estoniana Timbeter e o...

Empresa

Excursão para troca de...

A troca de experiências sobre como o uso...